Acessibilidade: por que o EAD é uma solução para o ensino superior

Acessilbidade: por que o EAD é uma solução para o ensino superior

O número de alunos que aderem à modalidade de ensino a distância cresce cada vez mais. Segundo dados extraídos do Censo da Educação Superior 2016, última pesquisa liberada pelo Ministério da Educação (MEC), a média de matrículas atingiu quase 1,5 milhão, representando, aproximadamente, 18,6% do total de entradas na educação superior em todo o País.

Conforme o Censo EAD 2015, publicado pela Associação Brasileira de Ensino a Distância (ABED), em média, 70% do perfil desses alunos que optam pela modalidade a distância é composto por pessoas maiores de 30 anos, que estudam e trabalham simultaneamente. O dado permite qualificar, de forma positiva, um dos maiores objetivos do ensino  a distância: criar um cenário de educação mais acessível.

Seja por meio da oferta de uma graduação de menor custo, em comparação ao ensino presencial, ou com a praticidade e a flexibilidade inerentes à modalidade, a ampliação do EAD permitiu a formação de mais de 230 mil pessoas - número que corresponde a 19,7% do total de graduados em 2016.

Considerando o perfil de pessoas que já estão inseridas no mercado de trabalho como as que mais buscam o ensino a distância, pode-se atribuir ao EAD uma saída para milhares de pessoas que buscam qualificação, mas que não têm condições financeiras ou tempo hábil para se deslocar para um campus presencial, todos os dias. 

Usufruir do ensino presencial não é um privilégio, mas a opção necessita sustentar uma realidade que não cabe para todos os brasileiros. Nesse momento, o EAD entra não como uma escolha, mas como uma solução para muitos que buscam uma forma de obter uma gradução - sem perder a qualidade e os benefícios da modalidade presencial.

O Damásio | Unifavip chega com a tradição e a qualidade acadêmica de mais de 40 anos de atuação no Brasil, oferecendo suporte e contribuindo para o desenvolvimento profissional por meio dos mais de 180 polos de ensino a distância distribuídos por todo o País.

Relacionadas

alunos produzem campanha