Climate Tracker selecionou futuros jornalistas da FMF | Wyden

Com o objetivo de incentivar o jornalismo ambiental sobre a Amazônia, a organização internacional Climate Tracker selecionou três jovens jornalistas de Manaus – de um total de 4 no Brasil - para formar um grupo de colaboradores que deverão publicar reportagens e matérias mais aprofundadas sobre o tema. O é financiado pela KR Foundation, organização que trabalha com fomento de projetos e políticas relacionadas à mudança de comportamento pró-ambientais.

Eles terão a missão de publicar matérias em veículos nacionais sobre temas relativos à necessidade de substituir combustíveis fosseis por energias renováveis nos mais diversos contextos: social, ambiental, político, econômico. Foram selecionados os formandos do curso de jornalismo da faculdade Martha Falcão | Wyden: Fabrinne Guimarães e Lucas Sairaf; a estudante Ariel Bentes, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a estudante amazonense Tainá Aragão, 23 anos, que cursa o oitavo período de jornalismo da Universidade de Brasília (UnB). 

Os candidatos participaram da 1ª Oficina de Jornalismo Socioambiental promovida pela agência de jornalismo independente Amazônia Real e a organização internacional Climate Tracker, realizada nos dias 10, 11 e 12 de maio, no Parque Municipal do Mindu, na zona Centro-Sul de Manaus. Jovens de outros locais do Brasil, como Minas Gerais, São Paulo e Brasília também participaram do evento que contou com as oficinas ministradas pelas jornalistas Kátia Brasil e Elaíze Farias, da Amazônia Real, Juliana Radler, do Instituto Socioambiental (ISA), e Alexandre Hisayasu, da Rede Amazônica/Rede Globo, além do fotógrafo independente Bruno Kelly. Foram oficineiros também a pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa) Rita Mesquita, e o coordenador regional Climate Tracker, Ignacio Amigo.

Participaram das atividades o fotógrafo Alberto César Araújo e a terapeuta e programadora neurolinguista Elvira Eliza França, que organizou as dinâmicas nos intervalos das oficinas, além das jornalistas Maria Cecília Costa e Vanessa Rocha e do cineasta César Nogueira.

“Acredito que esta seja uma ótima oportunidade para aprofundar questões pouco faladas sobre o estado do Amazonas em relação às políticas de preservação das nossas florestas. É importante saber, como jornalistas, que temos um papel fundamental e responsável na divulgação de informações sobre novas formas de sustentabilidade. É uma honra para mim fazer parte deste projeto”, afirmou Fabrinne Guimarães.

Para o estudante Lucas Sairaf esta é uma oportunidade única que contribui com o fazer jornalístico e com a sociedade. “Quero poder colaborar para colocar pauta de meio ambiente nas discussões temáticas importantes do dia a dia, principalmente relacionada à nossa região. Tenho certeza que isto será também uma mola propulsora para a minha carreira”, afirmou.

O coordenador do curso de Jornalismo da faculdade Martha Falcão | Wyden, Carlos Fábio Guimarães, a busca dos alunos por capacitação e cursos de extensão é sempre estimulada pela instituição como forma de adquirir nertworking e absorver experiências de outros profissionais, seja em encontros, congressos ou premiações. “Possuir acadêmicos finalistas na equipe de jornalismo que abordará temas ambientais e amazônico só nos faz crer que estamos no caminho certo”, afirmou.

Relacionadas

FMF | Wyden no Intercom Norte
 semester_abroad