Cultura e tradição: o 4 de julho norte-americano

O Dia da Independência dos Estados Unidos é um feriado nacional que é celebrado no dia 4 de julho. A tradição começou ainda no século 18, em 1776, quando o Congresso Continental assinou a Declaração de Independência, separando as treze colônias do Império Britânico.

Popularmente conhecido no país como 4th of July (4 de julho), esse é o feriado mais festejado dos Estados Unidos e tem forte influência sobre a cultura norte-americana em geral. Eles comemoram a data com muita festa, churrasco, piqueniques, festivais de música e arte e as tradicionais paradas que levam milhões de americanos às ruas. Por nossa conexão internacional e origem norte-americana, também celebramos este dia e foi pensando nisso que separamos algumas curiosidades sobre esse marco na história dos EUA.

Acompanhe alguns fatos históricos relacionados à data:

  • O Dia da Independência é igualmente o dia nacional dos Estados Unidos no resto do mundo.
  • A Declaração da Independência foi assinada por 53 representantes das 13 colônias.
  • O principal autor da Declaração foi Thomas Jefferson, que eventualmente se tornou o terceiro presidente dos Estados Unidos.
  • As estrelas que enfeitam a bandeira americana eram, originalmente, em formato de círculo. O objetivo era que todas as 13 colônias tivessem a mesma importância de representação.
  • A Casa Branca fez sua primeira festa de 4 de julho em 1801, quando o feriado se tornou oficial.
  • Em uma coincidência um pouco mórbida, os presidentes John Adams e Thomas Jefferson morreram no dia 4 de julho, com algumas horas de diferença, no ano de 1826.
  • Pensilvânia, onde a Declaração da Independência foi assinada, é considerado o estado mais patriótico. De acordo com o Departamento de Censos dos Estados Unidos, o “Estado da Independência”, como é chamado, tem 11 lugares com a palavra “liberdade” e 33 com a palavra “união”.
  • O churrasco, uma paixão nacional, é tradição do dia. Estima-se que 150 milhões de cachorros-quentes e 318 milhões de quilos de frango sejam consumidas no 4 de julho.
  • Por medo de danificar um instrumento histórico, o Sino da Liberdade recebe 13 batidinhas ao invés de ser tocado de verdade, para celebrar a liberdade das treze colônias e para sinalizar que os sinos em todo o país devem começar a tocar.

Relacionadas