Curso de Direito promove júri do Coringa

Com o tema: “Toda história tem os dois lados”, o Projeto PROJURIS: Prática, Papos e Ideias, do curso de Direito do UniFavip promove, nesta quinta-feira (7), às 14h, o Júri Simulado Virtual do personagem Coringa – o primeiro julgamento online do Tribunal do Júri, realizado por alunos de vários períodos do curso, integrantes do projeto.
 
O evento acadêmico será virtual devido à pandemia, como explica a coordenadora do projeto, Raissa Braga. “Esse júri havia sido programado para o início do semestre e, diante da pandemia, o evento presencial foi suspenso. Com o agravamento da situação, resolvemos seguir com o planejamento, realizando o júri simulado de forma virtual”, disse ela, que também pontuou o motivo da escolha por julgar o Coringa e da dinâmica do julgamento.
 
“Decidimos julgar o Coringa, mediante a complexidade social e jurídica do seu entorno, o que se alinha com os estudos desenvolvidos no nosso projeto PROJURIS: PRÁTICAS, PAPOS E IDEIAS. O evento contará com debates, onde as equipes de acusação e defesa demonstrarão suas teses dentro de uma abordagem interdisciplinar, considerando que, além do fator criminal discutido, muito há do direito de família no contexto pessoal e social do personagem em julgamento, não esquecendo, também, da ausência do estado em sua trajetória.  Os alunos alicerçarão suas teses com base nos estudos desenvolvidos no projeto, sob a supervisão da coordenação interdisciplinar com a qual o projeto conta”, completou.
 
Na equipe de acusação, o estudante do 8º período, Allyson Matheus, enaltece a participação dele no evento. “Fico bastante feliz e orgulhoso em fazer parte do Projuris e poder participar de um evento tão importante e especial como o júri simulado do Coringa. Nessa ocasião, irei fazer jus a função do Promotor de Justiça junto com os demais colegas da equipe de acusação e apresentar os fundamentos jurídicos acerca das imputações legais quanto aos crimes cometidos pelo personagem Arthur Fleck (O Coringa)”, destacou.
 
Já na equipe da defesa, a estudante do 7º período, Anna Vitória, também exaltou a realização do evento e a satisfação em fazer parte do mesmo diretamente. “O júri que vamos realizar é um ótimo exemplo de como é possível fazer isso de uma maneira divertida, porque todos nós conhecemos a história do coringa e crescemos com uma imagem formada dele, e agora, como acadêmicos, temos a oportunidade de analisar mais a fundo a essência do personagem através de um viés jurídico, dentro do que escolhemos como nossas futuras profissões. Eu, particularmente, farei parte da equipe de defesa, usando das técnicas de argumentação e do suporte legal para defender o Arthur, de uma maneira que não posso explicar em detalhes, caso contrário estaria revelando nossa tese, que é secreta até o momento do júri”, afirmou.
 
Também na equipe de acusação, o estudante do 7o período,Yuri Villas Boas, destacou a importância do júri virtual em a manter as experiências práticas acadêmicas, mesmo em meio à pandemia. “A ideia da professora Raissa sobre o júri simulado de forma online faz com que a gente continue tendo uma vivência prática do Direito, e ainda matamos um pouco das saudades do contato com os colegas. A ideia de colocar o Coringa no banco dos réus permite que a gente apresente a sistemática do rito do tribunal do júri, utilizando da forma lúdica para imaginar como o Coringa seria julgado de acordo com as nossas leis. Eu fiquei responsável por ser do "Ministério público de Gotham", papel desempenhado em função da produção da denúncia até o julgamento simulado, passando por todas as fases do processo”, explicou.
 
Os interessados em acompanhar o evento: Clique aqui e assista no canal da UniFavip no YouTube

 
Ficha completa do evento:
 
Coordenação:
 
Direito penal e processual penal: Prof. Raissa Braga
 
Direito civil: Prof. Ana Júlia Miranda e Prof. Luciana Rosas
 
Advogados voluntários:

Amara Ramos, Bruna Galvão e Paulo Emmanuel Paes
 
Juiz: Professor Marcelo Borba
 
Assistente: Havitha Jullianne
 
Réu - Coringa - Professor Hélder Barbosa
 
Equipe de acusação:
 
Allyson Matheus Ferreira
Jhonathan Yuri Villas Boas
Roberta Gomes
 
Equipe de defesa:
 
Anna Vitória Cordeiro
Carmem Costa
Heloísa Marques
Maria Eduarda Azevedo
Paulo Henrique Cavalcante
 
Testemunhas:

Aline Moura
Bruno Rafael
Claudio Gomes
Martha Georgia
 
Apoio:

Coordenação de Direito

Relacionadas