TUDO SOBRE O PROUNI 2018

O ProUni é uma das principais oportunidades para você estudar em uma faculdade particular com bolsa de estudos se tem baixa renda. Quer saber se você têm os pré-requisitos para tentar uma vaga? Qual é o período de inscrições? Quando saem os resultados?  Como entrar na lista de espera? Conheça essas informações e outras a seguir. Resumimos o edital e o manual do bolsista neste post.

Se tiver mais alguma dúvida, escreva nos comentários!

Datas do Prouni 2018 do segundo semestre: Inscrições: 26/junho até 29/junho

  • Inscrições: 26/junho até 29/junho

  • Resultado da primeira chamada: 02/julho

  • Comprovação de informações da primeira chamada: 02 a 10/julho

  • Resultado da segunda chamada: 16/julho

  • Comprovação de informações da segunda chamada: 16 a 23/julho

  • Prazo para participar da lista de espera: 30 a 31/julho

  • Resultado da lista de espera: 02/agosto

  • Período de comprovação de informações da lista de espera: 03 a 06/agosto

Ter feito o Enem do último ano é uma das condições para se inscrever no Prouni

Como funciona o Prouni?

O ProUni (Programa Universidade para Todos) é um programa do Ministério da Educação (MEC) que oferece bolsas de estudos em instituições privadas de ensino em todo o Brasil. As bolsas podem ser integrais (100%) ou parciais (50%) e são uma forma de incentivar o acesso ao ensino superior para pessoas de baixa renda.

Quais são os requisitos?

Para participar do Prouni, é necessário se adequar a três requisitos:

1. Nota no Enem 2017

Para participar da seleção de bolsas do ProUni 2018, o candidato deve ter feito o Enem 2017, ter alcançado uma média maior do que 450 pontos e não pode ter zerado a redação.

Os estudantes que foram treineiros no Enem não podem se inscrever na primeira edição do Prouni, nem na edição de inverno.

2. Condições especiais

É necessário cumprir pelo menos um dos critérios abaixo:

  • Ter estudado o Ensino Médio completamente em escola da rede pública;
  • Ter estudado o Ensino Médio em escola particular, desde que na condição de bolsista integral da própria instituição;
  • Ter estudado o Ensino Médio em escolas da rede pública e particular, desde que na condição de bolsista integral da própria instituição;
  • Ter deficiência;
  • Ser professor permanente em escola pública, com o objetivo de concorrer a bolsas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. A renda familiar não é considerada nesta condição.

3. Renda e tipos de bolsas

As bolsas do Prouni podem ser integrais (100%) ou parciais (50%). Para conseguir a bolsa integral, o candidato precisa comprovar a renda familiar bruta mensal menor ou igual a um salário mínimo e meio por pessoa (R$1.431,00 em janeiro de 2018).

Para conseguir a bolsa parcial, a renda bruta deve ser até três salários mínimos por membro da família (R$2.862,00). Este requisito não se aplica para professores de magistério.

Para fazer o cálculo da renda por pessoa da família, considere as pessoas que moram na mesma residência. Some o valor e divida pela quantidade de moradores. Se você tiver algum familiar que contribui para a sua renda, mas não mora com você, ele pode ser considerado.

Bolsas de auxílio permanência:

O Prouni oferece bolsas-permanência de até R$300,00 para estudantes que possuem 100% de bolsa. Os requisitos são estar matriculado em um curso com duração de seis semestres (três anos) ou mais e ter no mínimo seis horas de aulas por dia em média.

O oferecimento das bolsas depende do orçamento do Ministério da Educação (MEC). A seleção dos beneficiados ocorre todos os semestre e é feita automaticamente pelo sistema do Prouni.

Cotas:

O processo seletivo do Prouni reserva bolsas a pretos, pardos, índios e pessoas com deficiência, desde que se encaixem aos outros requisitos também. A porcentagem de bolsas para cotistas é igual à de pretos, pardos e índios por Estado, de acordo com o último censo do IBGE.

Como fazer a inscrição no Prouni 2018?

A inscrição acontece pelo próprio site do ProUni e é gratuita. Para se inscrever, o candidato deve informar o número de inscrição e a senha do Enem. Você escolhe as opções de bolsas e, ao final do período de inscrição, o sistema calcula a nota de corte final e estabelece os convocados em primeira chamada.

Se você for aprovado na sua segunda opção de bolsa, não poderá continuar concorrendo à primeira opção. Faça a escolha com cuidado!

A seleção para as bolsas do Prouni acontece em três etapas:

1. Inscrição e pré-seleção

Primeiramente, a inscrição é realizada pelo site do sistema informatizado do Prouni, o SisProuni. É possível escolher duas faculdades e cursos. A pré-seleção utiliza a média da nota do Enem, que é a média aritmética do seu resultado. Ou seja, o sistema soma as notas nas provas de Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Matemática, Linguagens e Redação e divide por cinco.

Essa primeira seleção abrange a escolha do curso e a adequação aos critérios para concorrer a uma bolsa do Prouni. Você pode alterar suas opções de bolsas a qualquer momento durante o período de inscrições.

2. Comparecimento às faculdades com os documentos 

Nessa segunda etapa, as informações declaradas no ato da inscrição são avaliadas pelas instituições. Para tal, os candidatos precisam comparecer às faculdades nas datas determinadas com os documentos solicitados pelas instituições. Se faltar algum documento, o candidato é eliminado da seleção!

Documentos necessários:

O Programa Universidade para Todos é muito criterioso na avaliação dos documentos, e conseguir todos faltando poucos dias para o prazo pode ser difícil. Por isso, separe os documentos antes de saber o resultado da seleção se você pretende se inscrever, ok? 

Toda documentação precisa ser original. Não são aceitas cópias autenticadas.

a. Documentos de identidade do candidato e de todos os membros do núcleo familiar 

RG, CNH, Passaporte, Identidade Militar, RNE e CTPS são aceitos.

b. Comprovantes de residência

O comprovante deve estar com o nome do candidato ou de alguma pessoa da família. Todos os documentos abaixo são reconhecidos para comprovar o local onde você mora.

De acordo com o site do Prouni, apenas um deles é necessário, mas a instituição pode solicitar outros em caso de dúvida sobre a declaração das informações.

  • Contas de água, gás, energia elétrica ou telefone (fixo ou móvel)
  • Contrato de aluguel em vigor, com firma do proprietário do imóvel reconhecida em cartório, junto com conta de água, gás, energia elétrica ou telefone em nome do proprietário
  • Declaração do proprietário do imóvel que confirme a residência, com firma reconhecida em cartório, acompanhada de um dos comprovantes de conta de água, gás, energia elétrica ou telefone em nome do proprietário do imóvel
  • Declaração anual do Imposto de Renda (IRPF)
  • Demonstrativo ou comunicado do INSS ou da Receita Federal (RFB)
  • Contracheque emitido por órgão público
  • Boleto bancário de mensalidade escolar, de plano de saúde, condomínio ou financiamento habitacional
  • Fatura de cartão de crédito
  • Extrato ou demonstrativo bancário de outras contas, correntes ou de poupança
  • Extrato ou demonstrativo bancário de empréstimo ou aplicação financeira
  • Extrato do FGTS
  • Guia ou carnê do IPTU ou do IPVA

A faculdade pode solicitar outros documentos, além dos que citamos.

c. Comprovantes de renda

Os documentos mudam de acordo com o tipo de atividade remunerada. Depende se quem contribui para a renda familiar é assalariado, trabalhador  rural, autônomo, aposentado e pensionista, profissional liberal, sócio e dirigente de empresa ou arrenda imóveis.

Consulte todos na página do Prouni. Em geral, são fundamentais:

  • Extrato bancário dos últimos três a seis meses
  • Três últimos contracheques
  • Declaração do último imposto de renda junto com recibo de entrega
  • Carteira de trabalho atualizada ou carnê do INSS
  • Extrato do FGTS
  • Declarações de impostos de pessoas jurídicas que contribuem para a renda familiar
  • Guias de recolhimento ao INSS
  • Último extrato do pagamento da aposentadoria (para aposentados e pensionistas)
  • Notas fiscais de vendas dos últimos seis meses (para trabalhadores rurais)

d. Documento para comprovar separação, divórcio ou óbito

É necessário apresentar o documento que comprove o divórcio, separação ou morte se um dos pais não fizer parte do grupo familiar.

e. Documentos sobre o Ensino Médio

  • Comprovantes dos períodos letivos referentes cursados em escola pública
  • Comprovante de recebimento bolsa de estudos integral – emitido pela instituição de ensino – durante os períodos letivos cursados em escola particular
  • Vias originais dos documentos acima com tradução para o português, por tradutor juramentado, se tiver estudado o Ensino Médio no exterior
  • Certificado de conclusão do ensino médio

f. Outros comprovantes

  • Documento para comprovar que é professor da educação básica em escola pública
  • Laudo médico para comprovar o tipo e grau de deficiência
  • Cópia da decisão judicial para o pagamento da pensão alimentícia

3. Seleção e a lista de espera

Os candidatos talvez tenham que fazer vestibulares das próprias instituições. Se forem aprovados, receberão a bolsa do Prouni a partir do termo de concessão de bolsa.

É possível escolher esperar a segunda chamada se não for aprovado, mas é necessário manifestar interesse para a lista de espera no período determinado.

Atenção: quem for selecionado na segunda opção, mesmo que não faça matrícula, não pode participar da lista de espera para a primeira opção.

No período de inscrições do Prouni, é possível saber as faculdades que participam no próprio portal do MEC. Basta conferir a lista de instituições ou utilizar a caixa de pesquisa para facilitar a busca.

ProUni e Fies

Se você conseguir a bolsa de 50% no ProUni, pode financiar o restante com o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Basta conferir se a faculdade onde você quer estudar têm vagas para o Fies.

Quando sai o resultado do Prouni?

A primeira lista dos estudantes pré-selecionados é divulgada cerca de três dias úteis após o fechamento das inscrições, e depois há a segunda chamada. Os estudantes que não forem convocados nas duas chamadas podem manifestar interesse em entrar na lista de espera.

Condições para manter a bolsa de estudos

Para permanecer com a bolsa do Prouni, é preciso ter no mínimo 75% de aproveitamento em todas as matérias todos os semestres.

Tire outras dúvidas no manual do bolsista do Prouni.

Agora que você já sabe o que é o Prouni e como ele funciona, conheça também todas as possibilidades para utilizar a nota do Enem e saiba tudo sobre o Exame. Para saber mais detalhes e a diferença entre o Prouni, Sisu e Fies, leia o ebook.

Possíveis datas do Prouni 2019 do primeiro semestre: 

  • Inscrições: normalmente ocorrem no inicio de fevereiro

  • Resultado da primeira chamada: meados de fevereiro

  • Comprovação de informações da primeira chamada: fim de fevereiro

  • Resultado da segunda chamada: inicio de março

  • Comprovação de informações da segunda chamada: meados de março

  • Prazo para participar da lista de espera: meados de março e logo depois do resultado da segunda chamada

  • Resultado da lista de espera: fim de março
  • Período de comprovação de informações da lista de espera: fim de março

Possíveis datas do Prouni 2019 do segundo semestre: 

  • Inscrições: final de junho

  • Resultado da primeira chamada: início de julho

  • Comprovação de informações da primeira chamada: inicio de julho

  • Resultado da segunda chamada: meados de julho

  • Comprovação de informações da segunda chamada: meados de julho

  • Prazo para participar da lista de espera: fim de julho

  • Resultado da lista de espera: inicio de agosto
  • Período de comprovação de informações da lista de espera: inicio de agosto

 

(Fonte: Geekie Games)

Conheça mais sobre os nossos processos seletivos

Relacionadas

6 Etapas para Elaborar uma Pesquisa de Iniciação Científica