Dia Mundial do Diabetes: nutricionista dá dicas de alimentação preventiva

Diabetes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que no ano de 2035 o diabetes seja a 7ª maior causa de mortes do mundo. Para conscientizar a população dos problemas associados à doença, foi criado o Dia Mundial do Diabetes, comemorado em 14 de novembro. A alimentação adequada é um hábito simples que pode auxiliar as pessoas a escaparem das estatísticas. Pensando nisso, a professora do curso de Nutrição do UniMetrocamp | Wyden, Érica Blascovi, destaca 5 dicas para adaptar a dieta à prevenção. 

 

1- Evitar alimentos feitos predominantemente com ingredientes refinados

Alimentos ricos em ingredientes como farinha branca e açúcar são menos nutritivos e aumentam a taxa de glicemia, por isso é importante evitá-los sempre que possível. 

 

2 - Garantir bom aporte de fibras

Consumir cereais integrais, grãos, verduras, legumes e frutas garantem uma boa quantidade do nutriente diariamente e, consequentemente, um bom funcionamento metabólico. 

 

3 - Consumir frutas vermelhas e roxas 

Frutas como mirtilo, framboesa, morango, amora e uva, que são ricas em antioxidantes e outros compostos ajudam a controlar o nível de açúcar no sangue. É importante que o consumo seja das frutas inteiras e não o suco. 

 

4 - Consumir “gorduras boas”

As oleaginosas (castanhas) e o azeite de oliva possuem alto teor de gorduras monoinsaturadas, consideradas “gorduras boas” que protegem o coração, exercem papel anti-inflamatório e ajudam a controlar a glicemia, sendo aliadas na prevenção do diabetes tipo 2.

 

5 - Controlar o peso

Indivíduos obesos costumam apresentar inflamação crônica, que provoca a diminuição da sensibilidade à insulina, além da obesidade ser um dos principais fatores de risco para a doença.