Estudantes UniMetrocamp são destaque mundo afora

Para muita gente, férias é sinônimo de descanso. Mas, para a estudante de Nutrição Ana Clara Machado, manter a rotina faz parte dos planos neste mês de julho. A campineira levou a medalha de ouro na disputa de tiro com arco do 11º Campeonato Brasileiro Infantil, Cadete e Juvenil 2018, realizado em Belo Horizonte (MG), que foi encerrado no último domingo (08). Mas o feito não parou por aí. Em junho, Ana foi vice campeã e campeã por equipe nos Jogos Sul-Americanos 2018, realizados em Cochabamba, na Colômbia. O feito foi acompanhado pela estudante de Educação Física Fabiana Silva, que conquistou o primeiro lugar no Badminton. 
Ambas fazem graduação no Centro Universitário UniMetrocamp | Wyden e, além de conciliar treinos e estudos, utilizam os conhecimentos aprendidos em sala de aula a favor do desempenho no esporte. “Eu pude conhecer melhor o meu corpo e os processos que acontecem nele, como cuidar e nutri-lo de maneira correta”, explica Ana. Fabiana, por sua vez, conta que o curso tem grande influência na sua performance. “Eu aprendi e compreendi muitos conceitos e treinamentos que uso no dia a dia e na minha preparação, aplicando-os de forma correta”, afirma. 
O que era hobby, virou trabalho. Agora, a rotina de preparo é intensa. As atletas treinam cinco e seis vezes por semana, respectivamente, mas sem deixar os estudos de lado. Tendo em vista a importância de aliar essas duas vertentes, a Confederação Brasileira de Badminton tem uma parceria com a UniMetrocamp | Wyden. 10 atletas da seleção já tiveram bolsa na instituição. 
“Conciliar as atividades esportivas com a busca pelo diploma realmente não é fácil, ambos exigem muita dedicação. Porém, nós aqui acreditamos que os jovens não precisam se submeter a uma escolha. Incentivamos a prática do esporte de forma que os alunos não precisem abandonar nem as quadras nem as salas de aula. E tem dado muito certo”, conta Carla Pelissoni, reitora do Centro Universitário UniMetrocamp | Wyden.
Para Fabiana, o incentivo é essencial para todas as modalidades. “Muitas vezes, os atletas não tem as condições ideais para se ter um bom rendimento, e mesmo assim ele treina dentro da realidade em que se encontra buscando, sempre, melhorar e evoluir”, conta. 
E todo o esforço vale a pena quando chega o resultado. “Vai ter muita gente que vai falar que você não consegue. E, realmente, é preciso trabalhar duro e abrir mão de muita coisa. Mas, se você tem um sonho, se você tem um objetivo, você precisa acreditar e não desistir. Subir no pódio faz valer a pena todo o sacrifício”, incentiva Ana. 
 

Relacionadas

 semester_abroad