Alunos de Direito realizam casamento simulado

Mais de cem alunos do sétimo período do curso de Direito da Faculdade Martha Falcão | Wyden realizaram, no último dia 28/05, o Casamento Simulado, prática da disciplina de Direito Civil. Os alunos executaram as funções técnicas de um casamento na prática como habilitação, documentação, proclamas e registro com o objetivo internalizar os procedimentos, regras e impedimentos à união legal entre duas pessoas. O evento aconteceu no auditório da instituição.

Ao todo foram realizados sete casamentos com o envolvimento dos acadêmicos dos turnos vespertino e noturno, entre eles uma união homossexual, com base na resolução 175 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que reconhece união civil entre pessoas do mesmo sexo. De acordo com o professor André Luiz Braga, a prática é bem antiga dentro da instituição. “Eu como aluno daqui passei por essa dinâmica e foi muito importante para absorver as doutrinas acerca do casamento”, afirmou.

Ainda segundo ele, a atividade proporciona um engajamento diferenciado por parte dos alunos, além de ser uma forma de conhecerem as práticas e dificuldades que o mercado de trabalho oferece. “A atividade também permite desenvolver a capacidade de trabalhar em equipe e a aprimorar a responsabilidade e atenção, já que os documentos e a encenação serão avaliados por uma banca de professores convidados”, explicou.  

Na introdução, todos os grupos apresentam explicações sobre as três doutrinas que orientam o casamento dentro da prática jurídica: a Institucionalista, onde o fato é considerado uma instituição própria; a contratualista, que enxerga o matrimônio como um contrato celebrado entre duas partes; e a mista ou eclética, que reúne as duas correntes anteriores. Os artigos do Código Civil ontem constam as disposições e impedimentos para uma união legal também são lidos.

“É uma atividade que ajuda a gente a internalizar o conteúdo, aprendemos os ritos, deveres e direitos, impeditivos também para a oficialização civil de uma união entre duas pessoas”, afirmou a Ana Gabriela Menezes, estudante do 7º período vespertino.   

 

Relacionadas

dicas_para_organizar_a_vida_universitaria